ALEXANDRE MOURA

Como todos aqui eu tinha um preconceito enorme, sobre espiritismo e principalmente umbanda. Na realidade nem de religião eu gostava. Daí é que a vida nos mostra como somos pequenos diante disso tudo, cheguei na tenda meio que de para-quedas. Um dia sem mesmo saber oque estava acontecendo, comecei a receber espíritos obsessores dentro de casa, sem entender nada achei que estivesse ficando louco, qdo que uma noite, voltando de Santo André, quase bati o carro, pois estava sendo obsediado de novo, eis que acabei parando na casa de nosso irmão Paulinho que ligou para Vanda, e ela tirou o espírito de mim pelo telefone, vê se pode isso? Lembro que ela me disse pra procurar uma casa e começar a trabalhar, foi qdo numa quarta feira fui conhecer o trabalho, fui morrendo de medo, pois a ficha ainda não tinha caído, e logo no sábado seguinte estava eu lá, todo de branco pronto para trabalhar. Hoje só tenho a agradecer tudo oque foi feito por mim, e por ter me mostrado o caminho da Luz. Obrigado Pai por ter me jogado literalmente na tenda, e conhecido todos que lá trabalham e por me dar uma mãe para nos guiar. Te amo Vanda.